1 de outubro de 2016

quero este look # 77

Este é um look feminino lindíssimo, a puxar para o alternativo.
O vestido é arrojado e os acessórios são originais e apaixonantes.

vestido enrugado com folhos, H&M €39,99
sapatos, Marni €690,00
mala em pele, Moschino €805,00
boina em crtochet, Jennifer Behr €406,00
brincos compridos com borlas, H&M €7,99

30 de setembro de 2016

a espuma do meu café # 35

A criança, depois de um dia de aulas com os novos amiguinhos:
Sabes, mamã, tu pareces muito mais nova. A sério. Pareces ter 29 ou 30 anos. No máximo. Aliás, quando disse ao Guilherme que tinhas 39 anos anos, sabes qual foi a reação dele? Foi: O quê??????!!!!!!!
E o Guilherme já alguma vez me viu, filho?!
Não.


29 de setembro de 2016

28 de setembro de 2016

quero este look # 76

Este é um look giro e simples. Tem de ser usado com o cabelo por dentro do sobretudo.
casaco bouclé, Zara €49,95
mala urbana com remendos, Zara  €49,95
ténis, Adidas Originals €277,00
lenço de seda, Gucci €330,00
luvas de pele, Valentino €350,00
mala, Anya Hindmarch €1.695,00

27 de setembro de 2016

o sapatinho foi à rua # 369

 Os losangos voltaram com força, em várias frentes. 
Isto são meias, luvas, camisolas, enfim, não saía daqui se tivesse de dizer todas as peças tim-tim por tim-tim!
Desde o meu 9º ano que não me entregava aos losangos com tanta paixão e entusiasmo 
(devo ter ficado conhecida no liceu como a miúda da camisola verde com losangos e das meias a combinar, mas adiante).
Entretanto, as malhas já cá cantam... e os lenços também.








26 de setembro de 2016

de quatro # 33

Meninas, dava tudo para meter as mãos neste bomber em pele envernizada, da Giuseppe Zanoti, por €2.195,00.
Vá lá! Estamos a poucos dias do meu aniversário...
Não sejam forretas.
Esta seria uma prenda estupenda. 
Ok? Combinadíssimo, então. 
Podem mandar embrulhar e entregar em Aveiro.
Nota: as argolas em metal têm feito furor por aí. Estão em todo o lado.

25 de setembro de 2016

mochilada

O ano passado já se falava em mochilas por aqui, pelo Sapatinho, é verdade.
As mochilas a que nos habituámos quando éramos miúdas têm vindo a ganhar um estatuto diferente no mundo da moda.
Já não são um acessório de segunda categoria, usado para quem vai para a praia ou para um fim de semana nos escuteiros.
Nada disso.
A mochila, este ano, é uma senhora mochila e escreve-se com um "m" maiúsculo. Ela vai sacudir não só a pequenada, mas sobretudo o pessoal jovem e o mais maduro.
Quando andava no liceu, não era menina de usar mochila, não senhor. Andava com os livros, os cadernos e o estojo na mão. Também não usava mala, pois os bolsos serviam perfeitamente para tudo. Ou seja, não havia cá mochila, a não ser para a praia. 
Não, também não andava nos escuteiros.
Apesar disso, adoro mochilas.
Podem ser clássicas ou, então, mais divertidas, dando um toque descontraído a um look mais formal. Vão bem com um fato, com uns jeans ou com uma saia plissada.
Escolhi um modelito da Zara, que é a minha cara, só para vos aguçar o apetite para a próxima estação.
mochila print, Zara €29,99

24 de setembro de 2016

detalhe

A Alexa-que-eu-adoro, dona de um estilo invejável, aparece divina neste anúncio da Longchamp.
Na realidade, que se lixe a mala, adorei mesmo foi o pormenor do lenço por cima da gola alta.
Para copiar usar, ok, meninas?

23 de setembro de 2016

o sapatinho foi à rua # 368

O outono chegou e apetece usar tons mais escuros.
Ontem, optei pelo preto e continuo a brincar com texturas mais ricas e com metalizados.   
Ainda estou a tentar habituar-me aos meus novos horários e a acordar tão cedo.


   

22 de setembro de 2016

o raio da bicharada # 41

A Ippon fez um cocó dentro de casa.
Pronto.
Já disse.
Pessoal, não quero parecer que me estou a chibar, nem nada do género, mas hoje a mafarrica saiu-se das cascas.
Ai, saiu, saiu.
Não é que o homem a levou a passear à vontade, no jardim, lá fora, ou seja, o paraíso canino perfeito para fazer uns cocós valentes (claro que são sempre escrupulosamente apanhados com um saquito de plástico e deitados ao lixo, ok? acalmem-se) e, às páginas tantas, não lhe bastou.
Deus dá nozes a quem não tem dentes e é bem certo!
Mal chegou a casa, esgueirou-se à socapa para o escritório e trufas! descarregou ali, mesmo no meio da divisória, tipo "este cocó é meu e de mais ninguém!".
Até o cocó em si era suspeito.
Digo-vos.
Palavra de honra.
Era grande como o caraças, alto e espadaúdo como os cocós dos Pastores de Cáucaso ou dos Grand a Noirs.
Conseguem imaginar, certo?
A tipa deve ter achado que era boa demais para o relvado e queria madeirinha da boa.
Só pode!
Imaginem que virava moda e todos aqui em casa decidiam fazer o mesmo!?
Eram gatas, era o homem, era a criança!!!
Enfim, não havia madeira que chegasse para todos!
Era a loucura total.
Bem, quero só dizer que estamos de relações cortadas há cerca de 10 minutos e espero bem que a bicha não faça aquelas caretas que nos levam às lágrimas, pois não sei se aguento muito mais.